domingo, 24 de junho de 2012

DESAFIO 250: Corrida é isso!


Na arrancada, se o maior motivador da competição é vencer, com certeza o segundo maior é não perder. Afinal, não é a mesma coisa: Quando o grêmio joga com o Corinthians, com o Flamengo ou até mesmo com o Palmeiras, o torcedor quer que ele vença. Mas quando o Grêmio joga com o Inter, não importa o que aconteça no gramado, o torcedor não aceita a derrota. Até porque, é ele quem terá de aguentar a flauta no dia seguinte. Ou melhor, em época de redes sociais, a flauta já começa antes mesmo de acabar o jogo.

Você quer vencer a todos em nome da conquista, mas não aceita perder para alguns por questão de honra!

Nas competições da DESAFIO, alguns carros já são temidos, justamente por representar o horror que alguns pilotos sentem de serem derrotados por carros supostamente inferiores, ou mesmo com um certo tipo de visual, que faz com que a galera não perdoe uma derrota para eles. Eventualmente, como sugere a brincadeira com o programa "casos de família" encontrada nas mensagens do evento DESAFIO 250 no Facebook uma derrota assim pode até virar trauma.

Conheça alguns carros que colocam medo, justamente por ter um visual totalmente UNDERDOG:


Kadett turbinado da equipe PowerBass, pilotado por Ketlen Krug: Perder para uma guria pilotando um Kadett cor-de-rosa pode ser muito traumático, especialmente se você dirige um dinossauro de 6 ou 8 cilindros. Mas não se engane, pode acontecer com você também!


Com pneus Hoosier, banco de competição, rollcage e até wheelie bars, o Gol bola do Finola não tem um visual que possa ser usado como arma pela oposição para ridicularizá-lo, caso você perca para ele. Mas o problema é que o Golzinho é aspirado... Para o piloto de um turbo ou carro de grande cilindrada, perder para um simples Golzinho aspirado é um prato cheio para os amigos, que jamais perdoam esse tipo de coisa em churrascos ou outros encontros nos quais há bebidas alcoólicas.


 Mas pior que perder para um Golzinho, talvez seja perder para um Fiat 147. Afinal, o 147 é um dos carros que sofre maior preconceito, desde a época do seu lançamento. E para piorar, o 147 em questão não é um monstro com motor de Tempra ou mesmo o mais comum SEVEL argentino. Utiliza o famigerado motor nacional, ou FIASA, que 9 entre 10 preparadores lhe dirão que não presta. Sem falar nos pistões e bielas originais e no turbo T2, menor que um secador de cabelo... Além disso, foi preparado pelos amigos da equipe "CASA DA VÓ RACING", localizada como já diz o nome, no pátio da casa da vó do Gustavo.  Logo, você pode pensar que perder para ele é no mínimo uma vergonha. Pense novamente! O 147 de Gustavo Stock pode ser pequeno, mas na pista não faz feio não. É um verdadeiro Davi matador de Golias. Cuidado com ele.


Que tal um fusquinha, com rodas de ferro, pneus de rua, motor a ar e uma pintura marrom, daquelas que a última coisa que lembra é alta performance? Não parece muito promissor... Mas e que tal se eu disser que o fusca é turbo e os pneus são Goodyear street-drags? Ok, ok... Também não impressiona muito... Só que na ND9, pilotando esse carro, Leonardo Betat venceu todos os competidores, exceto um. Foi finalista no TOP16, perdendo apenas para Anderson "Boca" da Luz, que pilotava um fusca AP turbo full race. Como? Com velocidade, constância, resistência e boa pilotagem.

Isso tudo nos mostra que, como nossa mãe já nos ensinava, não devemos julgar um livro pela capa. E embora seus amigos possam convenientemente esquecer essa lição na hora de tirar sarro da sua cara, não esqueça que não importa o quanto debochem, perder para um carro mais rápido não é vergonha.

Só o que não pode é fugir da raia, ou tirar o pé no meio da reta quando perceber que não vai conseguir ganhar. Se for para perder, não seja um mau perdedor, acelere até o fim e enfrente o resultado que vier com a cabeça erguida.

Afinal, sempre tem a próxima vez!

5 comentários:

  1. opala 6cc????? nao seria 6cil????

    ResponderExcluir
  2. Com certeza é 6 cilindros, mas aí você tem de procurar no link do face que tem na matéria, a pessoa que fez a foto e avisar pra ela. Afinal, a matéria toda é baseada nas piadas que os amigos fazem e a foto retirada do face é um exemplo real.

    abraço!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a matéria, parabéns!

    Alex Glaser
    Jornal Automix

    ResponderExcluir
  4. Muito legal o texto, parabéns!

    Alex Glaser
    Jornal Automix

    ResponderExcluir

Seguidores